7 sinais de que seu filho é o que está causando bullying

  • Além da preocupação com as notas dos filhos, muitos pais também ficam alerta para perceber se eles estão sofrendo algum tipo de coação na escola. O bullying é um termo em inglês que descreve uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. A palavra bullying tem origem na palavra bully, que significa valentão ou brigão.Mas, e se for o seu filho ou filha a criança que provoca atos de violência contra um colega? Você já parou para pensar nisso? Alguns especialistas associaram o bullying a algumas situações que ocorrem dentro da família e reflete nas atitudes das crianças na escola.Veja os itens abaixo e saiba se seu filho se encaixa no perfil.
  • 1. Ele tem problemas para dormir

    A Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, descobriu por meio de uma pesquisa com 341 crianças que as que tinham problemas em dormir, como distúrbios respiratórios do sono, têm mais tendência em desenvolver atitudes agressivas contra os colegas da escola ou ter algum problema de má conduta na instituição de ensino.

    Uma forma de ajudar seu filho a não desenvolver essas atitudes negativas é, caso ele ofereça sinais de problemas para dormir, procurar um especialista do sono para checar o que pode ser feito. Afinal, uma boa noite de sono ajuda muito para que o próximo dia seja mais calmo e produtivo.

  • 2. Ele tem problemas comportamentais

    De acordo com D. Janell Dietz, autor de livros sobre bullying e ex-conselheiro de escola e professor, existem três sinais importantes que podem ser encontrados em crianças que praticam o bullying: nervosismo, ser impulsivo ou frustrar-se facilmente. A frustração por algo que não conseguiu pode levar a criança a não ter empatia por outra e acabar atacando quem acredita ser mais fraco. Normalmente essas crianças têm histórico de indisciplina.

  • 3. Ele est á tendo problemas na escola

    Se você tem recebido chamados da escola porque seu filho tem brigado constantemente, pode ser um sinal de que ele tem um comportamento de quem pratica bullying em outras crianças. Perceba se ele sempre age com atitude dominante e agressiva com outros alunos. É um sinal amarelo.

  • 4. Ele é obcecado em ter popularidade

    A vontade de ser popular na escola pode levar a criança ou adolescente a tratar outros de forma hostil e excluir outros que ele considere diferente de sua roda de amizade. De acordo com especialistas esses sinais são relacionados a quem tem insegurança.

  • 5. Os amigos de seu filho t ê m tend ê ncias agressivas

    Talvez você não consiga observar a agressividade ou intimidação nas ações de seu filho. Porém, se você conseguir ver isso nos amigos dele, provavelmente ele estará envolvido com ações de assédio moral contra outras crianças. Quem tem amigos que praticam bullying, possivelmente também estará praticando.

  • 6. Sofre viol ê ncia em casa

    O Controle e Prevenção de Doenças do Departamento de Saúde Pública de Massachusetts, nos Estados Unidos, concluiu depois de um estudo que as crianças que sofrem algum tipo de violência em casa estão mais propensas a praticar intimidações e bullying. A pesquisa diz que é quatro vezes maior a chance delas praticarem assédio moral e físico do que uma criança que não experimenta a violência no lar.

  • 7. Os pais n ã o têm um bom relacionamento com o filho

    A presença do pai e da mãe na formação dos filhos é fundamental para que se sintam amados e valorizados ou se tornem pessoas com um comportamento duvidoso. De acordo com Dietz, as crianças são mais propensas a intimidar outras se elas sentem que são um incômodo para seus pais. Ter um relacionamento mais aberto e com diálogo leva a diminuir a possibilidade de tornar-se alguém que irá praticar bullying.

    O bullying é algo sério e precisa da atenção das famílias de crianças e adolescentes que sofrem e as que praticam os atos de violência. O relato emocionante de uma mãe, Amy Briggs, que perdeu o filho de 16 anos por causa do bullying têm movimentado a internet. Daniel cometeu suicídio após receber uma mensagem no celular. Depois de anos de violência física e moral na escola, ele não suportou a pressão. “Faça alguma coisa quando você souber que alguém está sofrendo bullying. Você é tão culpado quanto a pessoa que está cometendo o bullying quando você não faz nada”, afirmou emocionada a mãe do menino.

    Fonte: familia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *