10 meios de lidar com as crianças de baixa autoestima

  • Crianças são espíritos livres prontos para desbravar o mundo. Mas as pressões da sociedade e da vida em geral podem muitas vezes criar um impacto nelas afetando a autoestima e perda de confiança.Alguns sinais de que uma criança está lidando com baixa autoestima:
    • Sinais diretos como julgar-se burra, gorda ou incapaz de fazer qualquer coisa.
    • Tristeza, falta de esperança e confiança, achando que nunca vai aprender algo ou que nunca faz algo correto.
    • Histórias que escreve na escola, desenhos que faz em casa.
    • Achar que a inabilidade de fazer algo é fruto da impossibilidade eterna de aprender.
    • Sentir-se desencorajada para ir à escola,
    • Desrespeito aos outros.
    • Tentar ser a palhaça da turma o tempo todo.
    • Ter medo de pedir ajuda para o que precisa fazer em casa ou na escola.
    • Desistir fácil das coisas.
    • Sentir-se responsável quando algo errado acontece, quando alguém querido morre, quando alguém se machuca.

    O que fazer para ajudar crianças a sentirem-se melhor quando possuem baixa autoestima:

  • 1. Seja animado e positivo

    Se seu filho sempre ouve você reclamar do trabalho, do casamento, e ser negativo o tempo todo, isso só vai esmagar sua autoestima ainda mais.

  • 2. Mostrar como a vida funciona

    Ajudá-las a entender através de conversas e exemplos que coisas ruins acontecem com todos, e que devemos tirar proveito e ensinamentos de todas elas para nossa vida.

  • 3. Faça-as parte da família

    Seja para decidirem o orçamento do mês juntos, ou comprar um novo carro, ou um móvel para casa. Envolva-as na escolha, pergunte qual cor gostam mais, pode levá-las para ajudar a escolher.

  • 4. Não critique os erros que cometer

    Todos cometemos erros. Xingar a criança de burra quando perde algo ou cometeu um erro não ajuda. Aplicar disciplina é uma coisa, magoar ou criticar destrutivamente não ajuda.

  • 5. Elogie quando faz algo correto

    Se você também não reforçar elogiando-a quando faz algo correto, a criança não terá noção de que precisa continuar fazendo o certo. Até ela crescer e experimentar as consequências positivas de suas boas escolhas, ela se baseará em suas reações para tal.

  • 6. Palavras de encorajamento

    Se tirou notas baixas na escola, ao invés de dizer que você está desapontada, diga que você espera que elas se esforcem mais no próximo trimestre.

  • 7. Reconheça suas qualidades e talentos

    Anime-as a desenvolverem uma atividade que gostem, ajudando-as a reconhecerem seus talentos.

  • 8. Não superproteja seu filho

    Ele precisa tomar suas próprias decisões e aprender com as consequências. Discuta os prós e contras de cada decisão, ensinando-lhe a ter pensamento crítico e poder de julgamento moral.

  • 9. Ouça e aprenda de seu filho

    Seja próximo e ajude-o a falar de suas emoções.

  • 10. Ajude-as a reconhecer o que é apropriado e o que não é

    Crianças e adolescentes com baixa autoestima muitas vezes procuram grupos que os aceitem e muitas vezes esses grupos não são os ideais.

    Estas são algumas formas que você pode ajudar seu filho a ter autoestima e autoconfiança, a saber lidar com emoções e acontecimentos da vida. Se você tem ansiedade, baixa autoestima e baixa autoconfiança, tenha certeza de procurar ajuda para que não demonstre ou use seu filho de bode expiatório. Assim serão pais equilibrados ajudando o filho da melhor maneira possível.

Fonte:  https://familia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *